Treino Funcional: o próximo passo

Porquê o treino funcional? Actualmente, com o aumento do sedentarismo, surgem novas necessidades para as pessoas, assim como desafios maiores no treino.



A inatividade física conduz a uma perda de capacidades que aumenta a propensão para as lesões. Na maior parte das vezes o corpo não está preparado para a realização de tarefas mais exigentes, fruto de alguns desequilíbrios musculares, de falta de mobilidade e estabilidade articular.

Os programas de treino tradicionais não cumprem todos os requisitos que permitem preparar as pessoas e/ou desportistas para as tarefas e actividades mais exigentes do seu dia-a-dia.

Na generalidade, quando se pensa em musculação, pensamos em exercícios simples, localizados, realizados com alguma carga (pesos), aparelhos de resistências fixas. O conceito mais analítico da musculação, onde se trabalha isoladamente cada grupo muscular, tem vindo a perder adeptos para o conceito mais integrado, onde o movimento é pensado em cadeias musculares e padrões de movimento.

treino core

No nosso dia-a-dia, nós subimos, descemos, empurramos, puxamos e desequilibramos constantemente, muitas das vezes combinando vários padrões de movimento ao mesmo tempo e em vários planos diferentes.

Estes movimentos raramente são da responsabilidade de um único grupo muscular, mas sim da coordenação de vários, visando a eficácia da acção e estabilidade do corpo.

O que é?

O Treino Funcional é uma evolução natural do fitness nesta área, situando-se na linha da frente da mudança. Assume-se como a clara evolução do treino de força típico, estando as salas de exercício a assumir uma configuração totalmente diferente, adaptadas a esta nova realidade.

O treino funcional adapta e desenvolve exercícios que permitem realizar as suas actividades quotidianas e praticar o seu desporto de eleição com menos esforço e, consequentemente, menos lesões.

É a atividade física que treina o movimento para o qual foi criada e que requer, quer a produção de força muscular estática, quer a força muscular dinâmica. O treino funcional inclui o treino do equilíbrio, o treino da força de estabilização, o treino do “core” e o treino da força dinâmica, através de movimentos funcionais, básicos e úteis no dia-a-dia das pessoas.

Os objectivos do treino funcional

Estes padrões de movimento podem e devem ser treinados para melhorar a nossa vida quotidiana, prevenir lesões, aumentar a autonomia e promover o equilíbrio muscular de todo o corpo.

O treino funcional e integrado pode ser realizado com um mínimo de equipamento em espaços comuns ou ao ar livre.

treino core com fitball

É uma excelente solução de exercícios para todas as pessoas. É muito utilizado por desportistas de todos os níveis, mas também um treino dinâmico e eficaz para mães recentes, populações especiais que necessitam de reabilitação ou iniciantes na prática desportiva.

É possível aplicar com facilidade diferentes níveis de intensidade, e introduzir uma grande variedade de exercícios e novas opções no treino e dependendo da fase de treino, estes podem ser complementares e podem (e devem) ser por momentos intervalados.

Progressão da intensidade através da evolução no treino. Este tipo de exercícios deverão evoluir do lento para o rápido, do simples para o mais complexo e do mais estável para o menos estável.

O aumento do peso ou resistência deverá ser efectuada quando a execução do exercício for perfeita e/ou quando se tornar fácil e ineficaz a utilização da carga. Utilizar exercícios compostos (quando são usados músculos secundários para a realização do exercício, por ex.: Supino, Agachamento) e isolados (quando apenas um músculo é usado na realização do exercício, por ex.: Aberturas). Alguns dos exercícios poderão sofrer alterações ao modo tradicional. Por exemplo o exercício “Aberturas” poderá ser executado numa “Fitball”.

Há que manter a segurança neste tipo de treino, por isso recomendo que seja acompanhado por um instrutor de fitness de modo a que estes indiquem quais os exercícios que deverá e poderá efectuar e quais os que se melhor adaptam às suas necessidades reais.

O treino funcional poderá ser adaptado a qualquer tipo de pessoa, desde a uma pessoa sedentária, a um desportista, podendo ainda ser aplicado a alguém que recupere de uma lesão ou intervenção cirúrgica. Não inicie nenhum exercício dos exemplificados sem a presença de um profissional de fitness para que este possa garantir a total eficácia dos exercícios assim como a segurança na execução dos mesmos.

Vantagens do treino funcional

- Dá a possibilidade de solicitar as capacidades cardiovasculares e musculares ao mesmo tempo, sem ter de dividir o tempo entre as “máquinas” e a passadeira. Desenvolvendo de forma equilibrada, todas as capacidades físicas como: Força, Velocidade, Coordenação, Flexibilidade e Resistência.

- Trabalho de cadeias musculares. Quando trabalhamos com exercícios que estimulam o desequilíbrio, integrando movimentos sinérgicos, acabamos por estimular segmentos de diferentes de cadeiras musculares em comparação aos exercícios isolados.

- Devido à complexidade e diversidade de estímulos, o corpo é obrigado a gastar mais calorias para conseguir executar o movimento com menos carga ou apenas com o peso corporal. Assim poderemos treinar mais em menos tempo.

- Os exercícios podem ser realizados por pessoas de todas as idades, desde as crianças aos mais idosos.

- Pode ser aplicado em reabilitação e prevenção de lesões.

- Oferece um leque de escolhas de exercícios praticamente ilimitado e assim menor possibilidade de saturação.

- Como este tipo de exercícios são relevantes para a vida do dia-a-dia, os benefícios dele resultantes serão sentidos rapidamente, à medida que as tarefas quotidianas se vão tornando cada vez mais fáceis.

Limitações do treino funcional

A capacidade de produzir hipertrofia (aumento da massa muscular), que apesar de existir, é inferior aos exercícios analíticos.


Artigos relacionados

Maximize o seu programa com o Treino Tabata NOVO

Treino TRX Suspension

Boot-Camp

Treino CrossFit
Regressar de Treino Funcional para início de Guia-Fitness