Pilates

Pilates é um método de alongamento e exercício físico que se utiliza o peso do próprio corpo na sua execução. É uma técnica de reeducação do movimento, composto por exercícios profundamente alicerçados na anatomia humana, capaz de restabelecer e aumentar a flexibilidade e força muscular, melhorar a respiração, corrigir a postura e prevenir lesões.

Entre as inúmeras vantagens, são de destacar o aumento da flexibilidade, a activação dos músculos do tronco e a melhoria da estabilidade pélvica e lombar, o que contribui para uma melhor postura, sem dores nas costas.

Porque devo praticar?

O objectivo é atingir um corpo forte e alinhado. Estabilizar a zona core é o ponto fulcral.

Essencialmente, significa criar um círculo de músculos à volta do centro do corpo, e estes músculos são fundamentais para a saúde de todo o corpo. Fortalecer estes músculos protege a coluna e ao mesmo tempo permite uma liberdade de movimentos e habilidade de controlar a parte superior e inferior do corpo.

Como surgiu?

Joseph Pilates era uma criança frágil. Sofria de asma e de uma febre reumática que lhe deixou algumas sequelas no seu desenvolvimento.

Seguindo a tradição da sua família, cujos hábitos saudáveis o influenciaram para sempre, Pilates resolve trabalhar incessantemente na procura de equilíbrio, forma física e bem-estar, aos quais dedica toda a sua vida, pesquisando e criando um método próprio ao qual chama “Contrologia”.

Ao trabalhar numa enfermaria durante a 1ª Guerra Mundial, aplica molas e resistências nas camas dos pacientes, permitindo-lhes recuperar mobilidade e força durante a sua hospitalização.Esta capacidade inventiva, aliada a uma constante procura revela-se ainda mais quando, já em Nova Iorque e casado com Clara Pilates, abre o seu Estúdio, equipado com aparelhos imaginados, criados e desenvolvidos por ele próprio, e hoje utilizados em todo o mundo por uma comunidade imensa de praticantes do seu Método.

Em 1945 é editado o seu livro “Return to Live Through Contrology”, onde Joseph Pilates apresenta o seus conceitos teóricos e os seus célebres 34 exercícios efectuados no colchão.

Passaram já 60 anos e agora, mais do que nunca podemos entender o legado fabuloso que este homem extraordinário nos deixou.

Quais os benefícios?

Praticando irá sentir-se melhor. Melhorar a postura, a coordenação, ganhar amplitude de movimentos e ter maior tonicidade muscular.

Em cada estúdio o aluno é considerado único: depois de uma avaliação,os exercícios são dirigidos às necessidades específicas desse aluno , para criar um corpo harmonioso e com grupos musculares bem equilibrados.

A coluna, bem alinhada e alongada, faz com que algumas pessoas afirmem que ficaram mais altas.

Ao trabalhar os músculos posturais e do centro do corpo, a postura melhorará significativamente, ajudando-o nas suas actividades diárias: as horas ao computador, tratar dos filhos ou netos pequenos, carregar com as compras do supermercado.

Uma enorme percentagem dos alunos afirma também que o trabalho calmo e objectivo sobre o corpo lhes proporciona um maior equilíbrio emocional.

Vai conseguir uma barriga mais lisa, melhor postura, articulações mais flexíveis, melhor coordenação e equilíbrio emocional.

Notam-se resultados em quanto tempo?

Cada sessão dura uma hora. Praticá-lo três vezes por semana é o ideal mas, com apenas duas sessões por semana já se verificam algumas mudanças.

Os resultados fisioterapêuticos notam-se muito precocemente (em cerca de três sessões). E os benefícios estéticos (corpo forte e tonificado) notam-se entre as sessões 30 e 40.

Quais os benefícios?

- Melhora a força, a flexibilidade e o tónus muscular. Reduz a fadiga.

- Fortalece os músculos sem causar dor nem danificar as articulações.

- Melhora a postura, a coordenação e o equilíbrio.

- Melhora a respiração e a auto-estima, e reduz o stress.


Regressar de Pilates para início de Guia-fitness