O exercício aeróbio de baixa intensidade é mais eficiente para perder gordura corporal que o de alta intensidade?


Muitos programas de exercício aeróbio e vídeos apresentam exercícios de baixa intensidade que pretendem maximizar a queima de gordura. O argumento por trás dessa teoria é que o treino aeróbio de baixa intensidade permitirá que o seu corpo usar mais gordura como fonte de energia, acelerando assim a perda de gordura corporal.



Embora seja verdade que uma maior proporção de calorias queimadas durante o exercício aeróbio de baixa intensidade vêm da gordura (cerca de 60 por oposição a cerca de 35 por cento de programas de alta intensidade), mas em os exercícios de alta intensidade ainda queimam mais calorias provenientes de gorduras na análise final.

Por exemplo, se você executar 30 minutos de exercício aeróbio de baixa intensidade (isto é, a um nível de 50 por cento da capacidade de exercício máximo), você vai queimar aproximadamente 200 calorias - cerca de 120 deles são de gordura (ou seja, 60 por cento). No entanto, para exercer a mesma quantidade de tempo a uma alta intensidade (ou seja, 75 por cento de sua capacidade de exercício máxima) vai queimar aproximadamente 400 calorias. Usando um critério de utilização de 35 por cento de gordura, 140 das calorias que você queimou terá que vir de gordura armazenada.

Embora o exercício mais vigoroso tenha queimado mais calorias, tanto no total como na gordura, a forma menos intensa de exercício físico tem outros benefícios. Por exemplo, a maioria das pessoas que iniciam programas de controlo de peso (tem alguns, ou por vezes, muitos quilos a mais), do ponto vista da segurança e protecção das articulações e outros tecidos, é mais seguro os exercícios de baixa intensidade.

O ponto a ser lembrado é que exercícios de baixa intensidade, de facto, promovem a perda de peso e de gordura. Você apenas tem que fazê-las por um longo período de tempo.

O exercício aeróbio de baixa intensidade, porém, não é uma forma melhor ou mais eficaz de perder peso do que a actividade física mais intensa - a ideia de uma zona de “queima de gordura” é simplesmente um mito. Por exemplo, do ponto de vista das caminhadas, sabemos que o gasto calórico é 50% do peso corporal por cada quilómetro andado. Isto significa que para quem pese 70 kg de peso, estará a gastar 35 kcal por cada mil metros percorridos de marcha.

É importante retermos que, perdemos peso e gordura corporal quando gastamos mais calorias do que ingerimos, independentemente da sua fonte.


Outros artigos:

Treino de cardio e treino de força

Mais artigos de Cardio


Regressar de Exercicio Aerobio para início de Guia-fitness




Custom Search

Solo Build It! CTPM Process